EVILGAMBIT´S LAIR

Dragon Quest I&II BR

Dragon Quest I&II – Super Famicom
Desenvolvido e distribuído por ENIX
Data de lançamento: 18/12/1993
Tradução por Evilteam & RPGOne – Em 31/10/2004

Clique aqui para baixar o ROM com o patch de tradução já aplicado.
Clique aqui para baixar o patch de tradução.

 

 

 

 

I. Sobre o game

Em 1986, quando Dragon Quest foi lançado, o Nes reinava absoluto como o videogame. O mercado crescia e novas empresas nasciam. A série serviu como um pilar, o embrião de um estilo de game, com batalhas simuladas, visita a cidades com coleta de informações e muitos dungeons para entreter o jogador. Sua concepção simples hoje, é sua marca principal e o segredo do sucesso da série. Entre tantos games que despontam por capacidades de hardware, como gráficos e efeitos de última geração, Dragon Quest torna-se um oasis para jogadores mais experientes, sedentos por games instigantes, criativos e com boa jogabilidade, mas que mantenham-se nas origens, sendo fiel ao seu formato original e é portanto, muito comum ver fãs que jogam desde a época do primeiro game até hoje.

Anos depois, Dragon Quest conquistou o ocidente. Houve mudança de nomes, agora Dragon Warrior e assim se seguiu até a quarta versão para Nes. A tradução é bem diferenciada da japonesa, em diversos aspectos, bons e ruins. O nome de muitos personagens foram modificados como o lendário Roto, que na americanização tornou-se Erdrick só para exemplificar o quão grande são as mudanças! Até os gráficos da versão americana são levemente diferentes.

Porém, no Japão, devido ao enorme sucesso da série que só cresceu com o passar dos anos e capítulos, Dragon Quest I & II fora relançados em 1993, com gráficos aperfeiçoados, trilha sonora turbinada e algumas mudanças, comentemos algumas novidades no remake para o Super Nintendo!

– Como já foi comentado, os gráficos estão renovados, usando a mesma base de Dragon Quest V.

– A jogabilidade foi melhorada, e o game tornou-se mais agradável com inclusões de shops em cidades como Rimuldar e Merkido, facilitando demais a vida do jogador.

– Há itens escondidos em vasos e outras partes do game.

– As sementes do poder, que apareceram pela primeira vez em Dragon Quest IV, estão presentes nesse remake!

Dragon Quest II poderia ser apena uma seqüência, mas veio melhor, maior e com muitas novidades. O enredo se passa muitos anos depois do primeiro game e os personagens centrais são os descendentes do herói da primeira aventura. Eu disse personagens? Sim, você não irá enfrentar o temido Hargon sozinho e sim com seus amigos, cada qual com uma especialidade de luta e de grande ajuda nessa aventura. Akira Toriyama trouxe grande parte da gama de monstros do primeiro game e claro, trouxe muitos outros. Quem achou Dragon Quest I simples demais, vai se deliciar com essa saudosa seqüência.

O remake lançado para o Snes vem com algumas adições, se comparado à versão original lançada para o Nes.

– A introdução, que detalha o ataque de Hargon à cidade de Moonbrooke não existe na versão original japonesa.

– Também não existe o prólogo textual no inicio do game na versão original japonesa!

– Possibilidade de se alterar o nome dos personagens!

– Várias lojas foram espalhadas pelas cidades com a intenção de ajudar o jogador. Embora o game pareça mais fácil que o primeiro, no decorrer do game quem jogou a versão do Nes irá notar um aumento na mesma, principalmente nos momentos finais do game,

– Os cassinos estão presentes para que você torre seu ouro nos caça niqueis.

 

II. Sobre a Tradução

Primeiramente, gostaria de ressaltar que nosso trabalho, apesar de amador, em nada fica devendo para as traduções oficiais. Diria até que estamos em vantagem, pois, mesmo sendo amadores,como fãs temos motivação adicional e não nos contentamos com pouco. Utilizamos recursos avançados de romhacking, alteração de gráficos (fonte ocidental com acentos), expansão da rom (que permite traduzir o diálogo sem ter que simplificá-lo), redirecionamento e mapeamento de ponteiros, expansão de menus e programação assembler.

Além disso, gostaria de registrar com um pouco de história: Era o segundo semestre do ano 2000 e tudo começou com a proposta do Paulo Souza de traduzirmos Dragon Quest VI. Lembro bem, houve uma espécie de euforia por traduções na EGL e muita gente começou a ler tutoriais e a fazer testes com outros games. Nessa época, pelas mãos de EvilGambit, nasceu o EvilTeam. Com o tempo, as coisas serenaram restando apenas o nosso projeto em progresso. Eu, é claro, não tinha muita noção no que estava me envolvendo. Logo descobri que a fonte e o texto principal do game estavam compressos e compreendi que ainda estava muito além do nosso alcance. Então, mudamos de enfoque totalmente. Propus algo que chamei de “Projeto Piloto DQ1”, que traduziria Dragon Quest para o NES, para adquirirmos experiência. As dificuldades foram muitas. Os menus eram pequenos demais para comportar palavras longas como “Escama de Dragão” e o espaço disponível na rom, ainda pior. Assim, resolvi partir, agora em carreira solo, para a versão de Super Famicom na esperança de obter melhores resultados. Apesar de uma melhora inicial,logo entendi que a solução definitiva dependia das meus próprios esforços para aprender um aspecto mais avançado do “rom hacking”: assembler.

Nesse período, junho de 2001, fiquei sabendo do projeto do ChrisRPG de traduzir os mesmo game para inglês e espanhol e pensei em propor parceria para uma versão em português. O interesse pela parceria foi imediato e, a partir de então houve, um grande intercâmbio de informação que resultou em muito progresso e melhoria geral. Tanto eu como ChrisRPG aprendemos muito e os resultados ficam evidentes na qualidade da tradução. Apesar disso, deste ponto em diante houve muita inconstância de ambas partes consequentes de problemas particulares (a famosa “vida real”). Porém, este é o fruto de nosso trabalho, tenho certeza que os fãs da saga vão vibrar. Agora começa uma fase muito importante, a lapidação do trabalho. Aguardo o relato de possíveis bugs dos gamers para sua futura correção e lançamento de uma patch final.

 

III. Problemas Conhecidos

1) Algumas vezes, se o som stereo estiver abilitado no ZSNES ou o “frame skip” for 2 ou mais alto, o game poderá congelar. Isto ocorre também com a ROM japanesa e, aparentemente, é uma falha do emulador.

2) Há alguns pequenos bugs relacionados com os nomes dos personagens quando o príncipe deixa a equipe. A rotina de programação dos nomes já está sendo refeita, mas não ficou pronta ainda. Como é um evento e um bug passageiro dentro jogo resolvemos lançar assim mesmo.

3) Gostaria ressaltar a seguinte observação:

ATENÇÃO, NÃO USEM SAVES ANTIGOS DE NENHUM TIPO (zST OU SRM) POIS ELES GERAM BUGS. DA MESMA FORMA NÃO ADIANTA DELETAR O DIÁRIO E COMEÇAR UM NOVO. HOUVE UMA MUDANÇA NO ARQUIVO SRM QUE VAI GERAR BUGS. É NECESSÁRIO DELETAR O ANTIGO E COMEÇA NOVAMENTE.PARA AQUELES QUE NÃO ESTÃO ENTENDENDO QUE ESTOU DIZENDO, SUGIRO CRIAR UMA PASTA NOVA E COLOCAR APENAS A ROM TRADUZIDA E O EMULADOR NELA. ASSIM EVITARÃO POSSÍVEIS PROBLEMAS. DA MESMA FORMA, HÁ VERSÕES DA ROM QUE GERAM BUGS. A ROM DEVE TER EXATAMENTE 1,573,376 BYTES. A ROM QUE ESTÁ DISPONIVEL NA EGL FUNCIONA SEM PROBLEMAS.

 

IV. Como Começar a Jogar

O zip inclui este “leiame” e o arquivo IPS. Você vai precisar aplicar esta patch (IPS) em uma ROM de Dragon Quest I&II. Porém é necessário que o IPS seja aplicado em uma ROM japonesa original, não modificada. A ROM deve ter exatamente 1,573,376 bytes.

Para aplicá-la na ROM, é preciso um programa que aplica IPS. Eu recomendo o SnesTool. Primeiramente, descompacte a ROM. Então, utilizando este programa, aplique o IPS na ROM.

Nota: Você pode também usar o autopatch do ZSNES e Snes9x. Para tanto, você deve renomear o IPS com o mesmo nome da ROM mantendo a extenção de cada arquivo. Por exemplo, se sua ROM tiver o nome “DQ.SMC”, renomeie o IPS como “DQ.IPS”. Após, coloque os dois arquivos, ROM e IPS, na mesma pasta. O emulador ao ser iniciado “aplicará” a tradução automaticamente.

Uma vez aplicado o IPS, inicie o emulador e carrege a ROM para começar ajogar.

ATENÇÃO NÃO USEM SAVES ANTIGOS DE NENHUM TIPO (zST OU SRM) POIS ELES GERAM BUGS. DA MESMA FORMA NÃO ADIANTA DELETAR O DIÁRIO E COMEÇAR UM NOVO. HOUVE UMA MUDANÇA NO ARQUIVO SRM QUE VAI GERAR BUGS. É NECESSÁRIO DELETAR O ANTIGO E COMEÇA NOVAMENTE. PARA AQUELES QUE NÃO ESTÃO ENTENDENDO QUE ESTOU DIZENDO, SUGIRO CRIAR UMA PASTA NOVA E COLOCAR APENAS A ROM TRADUZIDA E O EMULADOR NELA. ASSIM EVITARÃO POSSÍVEIS PROBLEMAS.

 

V. Créditos e Agradecimentos

COORDENADOR do PROJETO
ArchDemon

TEXTO EM PORTUGUÊS
LastCetra
Ryu_1
EvilGambit

EDIÇÃO DO TEXTO
ArchDemon
Fabio_Japan
EvilGambit

PROGRAMAÇÃO ASM
ArchDemon
Byuu
ChrisRPG

GRÁFICOS
Brightman
EvilGambit

BETATESTING
ArchDemon
EvilGambit
Fabio_Japan
Seph

AGRADECIMENTOS
Andre-ba
Andrey
ChrisRPG
EvilGambit’s Lair
EvilGambit
Fabio_Japan
Dani
Daniela
Paulo Souza
RPGOne
SandMan
Seph
Uther Pendragon
Valdomiro
Victoria
Tradutores e rom hackers
Programadores de emuladores
Square Enix pela série Dragon Quest
Todos que de alguma forma ajudaram nesse projeto

 

VI. Como Ajudar e Contato

Por favor, avise-nos de qualquer bug pelo e-mail evilgambit@gmail.com, se possível mandando uma imagem ou save state do problema. Comentários e sugestões também podem ser mandados para esse e-mail.

 

VII. Termos de Uso e Distribuição

Dragon Quest I & II é marca registrada de Square Enix Co., Ltd. EvilTeam e RPGOne não têm nenhuma ligação com a Square Enix. Não seremos responsáveis por qualquer dano causado pelos arquivos referentes à tradução de Dragon Quest I & II. A distribuição dessa tradução é livre, desde que esse texto e o IPS sejam distribuidos em conjunto e nosso crédito mantido. A venda dessa tradução é expressamente proibida.

 

Sem comentários para essa postagem

Sem comentários para esta postagem

Mexico