EVILGAMBIT´S LAIR

Qual o melhor lugar para jogar Chrono Trigger? – por evilgambit

Onde jogar o clássico dos clássicos?

 

 

Chrono Trigger… o jogo responsável pela existência deste blog, pois foi em 1999 que constatei perplexo não existir nenhum conteúdo nacional (Magus Lair era feito por um brasileiro, mas tinha conteúdo em inglês) para a obra prima máxima da Square Soft no SNES.

Chrono Trigger foi lançado em 1995 para o Super Nintendo e alguns anos depois ganhou outras versões, uma para o Playstation original em 1999 (quem não deixou o gerenciador de download ligado por horas, para baixar o FMV da abertura em .mov, que jogue a primeira pedra…) e outra para o Nintendo DS em 2008 no Japão e 2009 nos EUA.

 

Basicamente são as 3 versões que valem a pena jogar hoje em dia, e cada uma tem vantagens distintas.

 

 

Super Nintendo

O original para o 16-bits da Nintendo é a versão purista, ela não tem os extras adicionados nas versões vindouras mas não deixa de ser relevante (até porque os extras não tem grande relevância para a história ou muda drasticamente o gameplay).

O jogo roda de forma fluída, com poucas quedas de quadros por segundo (se comparado à versão para o PSone) e mais importante, sem qualquer tipo de carregamento seja para adentrar novas áreas ou acessar um menu.

Mas a melhor vantagem é ter acesso às melhorias via “romhack” se for emular o console em um PC ou qualquer outra plataforma, como a soberba tradução revisada que elimina pequenos erros, mantém a fidelidade de nomes de personagens, itens e localidades e torna acessível pequenas passagens que foram censuradas na tradução original para o lançamento norte americano.

Mais detalhes sobre essa tradução você consegue clicando aqui.

 

Porém, nem tudo são flores, se você deseja jogar essa versão de forma lícita se prepare para gastar uma boa grana comprando o cartucho em leilões virtuais. A cada ano que passa o jogo fica cada vez mais caro, com caixa e manual por exemplo chega-se a preços quase pornográficos. Outro detalhe, é necessário possuir um Super Nintendo e também uma TV com resolução SD, ou morrer uma grana daquelas em um bom conversor HDMI para usufruir do console e o jogo em uma TV de alta resolução.

Se for menos “purista”, é possível emular de forma gratuita (e ilegal, vale lembrar) ou comprar o jogo no Virtual Console do Nintendo Wi.

 

 


Playstation

Lançada em 1999, causou verdadeiros orgasmos nas redes de IRC da época quando a Square Soft anunciou uma versão com cenas em anime para melhor compor a história. Trata-se de uma conversão do jogo original com a adição de cenas animadas para a abertura, finalização e em alguns pontos chaves da trama, porém o esmero na produção dessas animações surpreendeu, eles tiveram o cuidado de compor um traço semelhante ao de Akira Toriyama, criador do desenho dos personagens do jogo. Felizmente eles não eliminaram as animações originais, explico: no primeiro confronto contra Magus, você assiste a cena do SNES e longo em seguida uma animação que compõe a mesma cena, de forma cinematográfica.

 

 

Porém, nem tudo são flores. Todas as conversões de RPG´s de SNES convertidos para o Playstation detém problemas claros e demonstram grande desleixo, Chrono Trigger no console da Sony tem inexplicáveis engasgadas durante a jogatina e irritantes intervalos para acessar menus, entrar em batalhas, dentre outros. É possível notar ainda alguns problemas na resolução do jogo (certas passagens são mais perceptíveis que outras) e como já foi dito, uma trilha sonora um pouco pior, imperdoável por tratar-se de um jogo em CD e num console mais poderoso que o hardware original.

Porém, se você deseja jogá-lo de forma lícita, é a versão mais acessível custando apenas dez dólares na PSN norte americana com a possibilidade de jogá-lo no PSP, PS3 e PSvita.

 

 



Nintendo DS

E finalmente a versão definitiva?

Quase isso, lançada muitos anos depois para aplacar a saudade dos fãs e testar o mercado, a Square Enix resolveu adaptar a versão para do PSone para o Nintendo DS, com diversas melhorias.

A mais importante: ela conta com todas as cenas em FMV e consertou todos os problemas técnicos como a queda de “frame rate”, o áudio desleixado e as irritantes travadinhas para acessar menus e entrar em batalhas. Mas calma que não acabou!

A versão conta ainda com modificações muito bem vindas como a melhora na jogabilidade advindo da possibilidade de se usar as duas telas do portátil com uma exclusiva para visualização dos menus e “status” dos jogadores. O jogo conta ainda com duas áreas novas e um final exclusivo, todos fazendo referência à pseudo continuação Chrono Cross lançado para o Playstation. Também, a tradução para o inglês foi revisada e está melhor que a do SNES.

 

Há também uma arena exclusiva onde é possível utilizar monstros para enfrentar outros monstros, um pouco parecido com as “monster arenas” encontradas em alguns jogos da franquia Dragon Quest, uma perfumaria que tenta adicionar conteúdo a um jogo que francamente não necessita, os dois “dungeons” novos são maçantes e o final novo é até interessante, mas destoa completamente se você refletir que Chrono Trigger, na verdade, não necessita de uma continuação ou de ganchos para outros jogos.

 

Mas o grande problema desta versão é ter de jogá-la em uma tela tão diminuta.

Seria perfeito se a Square Enix disponibilizasse essa versão no Nintendo Wii-U ou qualquer outra plataforma, até porque o cartucho do Nintendo DS hoje em dia custa uma pequena fortuna, pois teve uma tiragem modesta à sua época.

 

 

Exposto todos os prós e contras, resta avaliar que na minha opinião a melhor versão para se jogar hoje em dia é a do Super Nintendo via Virtual Console do Nintendo Wii. Ela tem um preço justo, não tem os problemas da versão para o PSone, porém sem os cosméticos do Nintendo DS, que na minha opinião não fazem falta. Ainda conta com a possibilidade de jogá-lo com o estupendo Classic Controller PRO e visualmente o jogo não fica nada mal em uma HDTV utilizando o cabo componente do console.

Para quem nunca jogou, eu recomendaria a versão para o Nintendo DS pelas melhorias no gameplay.

 

O importante é jogar Chrono Trigger e relembrar uma época onde a Square e os RPG´s japoneses eram mais do que relevantes, eram indispensáveis como experiência gamística.

 

 

Vídeo com todas as animações das versões PSone e NDS

 

Vídeo com a batalha final e final exclusivos da versão NDS (spoilers óbvios)

 

 

Delicioso bônus para quem leu tudo até agora

 

Mais um!

 

 

Chrono Trigger é assunto corriqueiro na EGL:
Sobre a arte de capa de Chrono Trigger
A estratégia completa para Chrono Trigger

 

14 comentários

14 Comentários

  1. Postado por Badbrain em 21/03/2015 16:50

    Valeu Evil, tirou minhas duvidas 🙂 eu cheguei a jogar a versão de Nintendo DS antes do coitado falecer. mas não cheguei a terminar o game

  2. Postado por Flavio Mad em 21/03/2015 17:57

    Cara… entrar nesse site depois de tanto tempo e ver um texto sobre CT…

    que coisa foda!

  3. Postado por Mateus Matos em 21/03/2015 19:59

    Tou com o cara ai de cima! Ver um texto sobre CT no evil é uma sensação maravilhosa! acho que irei emular novamente a versão snes.

    Parabéns Evil, esse site me inspirou muito!!

  4. Postado por Hugo em 26/03/2015 22:23

    Olá, gostei de ler sobre chrono trigger, vc já testou a versão para android da google play? O que acha?

  5. Postado por Cristiano Ferreira em 31/03/2015 05:31

    Eu acompanho o site praticamente desde o inicio e me senti voltando aos primórdios lendo este texto que originou o site. Parabéns.

    Indo no embalo do texto por que voce não aproveita e faz um especial sobre esses jogos da square que possuem diversas versões? Um exemplo bom seria o Final Fantasy 4 e o Final Fantasy 6 que foram lançados para várias plataformas diferentes.

    Front Mission 1 seria outro caso neste exemplo mas ai já seria dificil fazer algo do tipo pois nem todo mundo acompanha esta série.

    Abraços

  6. Postado por Roberto em 31/03/2015 11:08

    To rejogando no Android, e apesar dele incluir os extras do Nintendo DS, ele é uma união das piores coisas das versões de SNES e PS1: tem o áudio capado do PS1, mas sem as cenas em animação massas. E a interface touchscreen é um pouco chumbrega, mas dá pra levar.

  7. Postado por Daniel em 2/04/2015 11:32

    Eu estava jogando a versão DS no meu 3ds XL, tirando o fato de ficar meio pixelado eu acho de longe a melhor versão, os menus no canto de baixo melhoram bastante a atmosfera do jogo e a tela do 3ds xl é absurdamente grande.

  8. Postado por Fernando Mondo em 7/04/2015 10:56

    Este site/blog é um dos poucos que eu entro para comentar, principalmente porque me faz lembrar da época que eu entrava aqui para ler sobre chrono, final fantasy e haverest moon.
    Obrigado Evil!

    O primeiro que eu joguei foi o de psx (triste, mas nunca tinha ouvido falar de rpgs antes do psx). E como era travado, principalmente para entrar em batalha.

    Tempos depois, quando tive meu primeiro computador, e conheci o site do Evil, eu joguei no emulador. Mesmo sem os animes é muito melhor, acho que é a melhor versão.

    Ds eu nunca tive, mas acho que nos dias de hoje, a melhor forma de jogar um rpg é em um portátil, porque convenhamos, quem é que tem tempo para fica 40 horas em frente a tv?

  9. Postado por Mikablue em 9/04/2015 02:35

    Acompanho esse site desde que tinha 12 anos e agora com 24 anos lendo essa matéria nesse mesmo site que me fez jogar chrono trigger e final fantasy me faz ver como estou velho.

    Estou doido procurando pelo chrono trigger versão DS a um preço justo para jogar no meu 3DS XL, apesar de já ter zerado no emulador, no PSone, comprado no PS3 e ter no Wii.
    Espero que o site continue ainda por muito mais anos, obrigado pela dedicação.Nostalgia pura.

  10. Postado por Márcio Urbano em 4/09/2015 23:46

    Cara, conheci esse site bem no inicio e justamente quando comecei a jogar Chrono Trigger, top d+, sempre acompanho seu site, na época eu era 7º serie na escola e todo dia ficava de olho se tinha alguma tradução nova ou algum jogo novo, hoje já faz 3 anos que sou Dentista e totalizando tudo acho que faz 15 anos que conheço seu site :), bom ver que você deu continuidade ao site 🙂

    ps: saiu tradução de Chrono Cross, estou jogando no celular com emulador para psx, ta muito show, procura saber mais aqui nesse site, acho qeu daria um bom post p/ ti: http://www.gameslive.ml/forum/index.php?topic=12.4290

    Abç.

  11. Postado por Rafael em 1/12/2015 22:04

    Esse blog deveria ser tombado como patrimônio cultural. Ja tem mais de 10 anos que vira e mexe dou uma passadinha aqui, desde os tempos que Moderava o Fórum da moonie roms e tinha meu site de emulação AdvancedGB. Parabéns e continue com este ótimo trabalho!

  12. Postado por Marcos Pereira em 3/12/2015 12:00

    Ótimo post, senão o melhor que já li sobre as versões do CT. Excelente mesmo! Parabéns! Virei fã do site. Abraço.

  13. Postado por Rodolfo em 12/12/2015 10:31

    Tio Evil, um dia a square irá lançar Chrono Trigger na steam com os mesmos recursos da versão DS, então eu poderei morrer feliz…

    Bom Evil, seu site me mostrou o mundo dos jrpgs. Conheci Final Fantasy, a série mana, CT, CC, xenogears, e mais uma caralhada de jogos, td por aqui. Muito obrigado por td isso.

  14. Postado por marcos em 29/05/2016 11:41

    squaresoft,dominava os anos 90 com seus rpgs!!!!!saudades!!!!,

Deixe um comentário (construtivo)

Mexico