EVILGAMBIT´S LAIR

Os saudosos tempos das locadoras de games – por evilgambit

Quem nunca chegou numa sexta feira à noite na locadora de games e esperou (em vão) encontrar os últimos lançamentos disponíveis dando sopa na prateleira?

 

 

As primeiras locadoras de games que me lembro ainda eram locadoras de vídeo (VHS) no final da década de 80. Foi só no começo dos anos 90 que começaram a aparecer, na minha cidade, as locadoras dedicadas apenas aos jogos eletrônicos. Eram verdadeiros oásis para a molecada, com atendentes que (achavam) que manjavam algo, revistas especializadas disponíveis aos montes e depois de um tempo os consoles para jogar à hora ou apenas para testar um jogo antes de alugá-lo.

Os mais velhos vão se lembrar das redes PROGAMES (especialmente famosa em São Paulo, especializada em NEO GEO) e outras como a Dimensão Vídeo (a primeira locadora de jogos eletrônicos da minha vida).

 

Longe do centro, nos bairros mais afastados, reinavam as locadoras de garagem com algumas televisões e consoles que foram para muitos o primeiro contato com consoles como o Mega Drive, Super Nintendo, Neo Geo CD e afins.

 

 

Eu aluguei jogos até meados de 1995, essencialmente jogos de Super Nintendo e foi assim que tive contato com os magistrais Final Fantasy VI, Chrono Trigger e Donkey Kong Country 2, e SEGA CD onde me diverti muito com o espetacular Final Fight CD e o Tomcat Alley! Àquela época ter jogos era algo raro e até impensável para a maioria…

 

Depois de um tempo vieram os consoles de 32-bits liderados pelo Playstation e o SEGA SATURN e junto com eles uma epidemia sistêmica denominada pirataria, que já existia, mas ganhou contornos monstruosos quando a mídia mudou para o CD e o preço despencou para o consumidor final.

Algumas locadoras até que tentaram sobreviver aos novos tempos mas, junto com as salas de fliperamas, foram engolidas pelas barraquinhas de camelo e pelos jogos superiores em tempo de duração e complexidade perante suas vertentes “coin op”.

 

 

Eu fiz boas amizades nas locadoras de videogames e algumas que perduram até os dias de hoje! Conheci pérolas gamísticas, visualizei assombrado os vídeos com definição superior do 3DO e torcia para não deletarem meu “save” em Secret of Mana e Super Metroid.

Hoje em dia, em meu suspeito colecionismo, eu tento comprar jogos que eu gostava nesta época em particular. É muito legal finalmente tê-los disponível para jogar quando bem entender. Funciona quase como uma vingança contra as malditas multas por atraso!

 

Se você tem saudades das locadoras ou é mais novo e nunca teve a oportunidade de conhecer uma, dê uma olhada no vídeo abaixo!

 

 

 

 

8 comentários

8 Comentários

  1. Postado por Jonas em 10/11/2013 23:26

    Em cidades pequenas aconteciam coisas inusitadas com relação a locadoras. Por exemplo, quando chegou a primeira fita de Bomberman III na minha cidade (80.000 habitantes no interior de Sergipe), durante umas duas semanas a única locadora que tinha o bendito jogo ficava entupida, formando fila na porta como se fosse uma lotérica no começo do mês.

    Em outra locadora, uma que ficava no fundo da prefeitura (HAHA, típico né?), tinha uma máquina que rodava KoF ’97 com volume tão alto que era possível ouvir de longe a porradaria comendo solta. Você virava a esquina e podia dizer com precisão que tinha alguém jogando de Sie “gugu iáiá” Kensou.

    Na que eu frequentava entre “atepteptuguen”, “carton amarelo” e o bebê Mario chorando em Yoshi’s Island, quase sempre estava lá como música de fundo isso aqui: http://www.youtube.com/watch?v=l4KYQ6QnwbM

    Interessante também como nos anos 2000 as locadoras foram sendo substituidas aos poucos pelas LAN houses, graças em grande parte ao Counter Strike, e ali se formou um ambiente muito semelhante, embora menos diverso em se tratando de jogos.

  2. Postado por coffeejoerx em 11/11/2013 11:04

    Belo texto, evilgambit. Bateu uma saudade danada daquela época.

  3. Postado por Mihalski em 11/11/2013 15:25

    Aqui em Piraquara (região metropolitana de Curitiba) tinham algumas, só que o forte delas era o SNES. Me lembro que eles tinham algumas raridades, como por exemplo, “Illusion of Gaia” e “Act Raiser II”, fiz o Segundo Grau em Curitiba e com isso acabei por conhecer a Pró-Games (já faz alguns anos que mudaram de nome para NEO GAMES, talvez porque fosse caro manter a franquia ou “sei lá”) e com isso conheci muitos outros clássicos do SNES (acho que era o único lugar em Curitiba que tinha “ROCKMAN & FORTE”), além de poder conhecer outras plataformas (PSOne por exemplo). Continuei frequentando a Pró Games com assiduidade até 2001 (tinha N64 e PSOne) e depois passei a frequentar menos o local (comprei até uns games usados de SNES). Em março resolvi dar uma passada na atual NEO GAMES (ainda é da mesma proprietária) e vi o quanto o local ficou… sem graça. Agora eles tem filmes em Blu-ray para locação e o que antes era cheio de gente para fazer locação / jogar, agora não passa de uma loja esquecida. Peguei a caixa de Ultimate Marvel X Capcom e na hora me lembrei dos momentos áureos de X-Men X Xtreet Fighter…, não boto fé que eles continuem na próxima geração, mas enfim, “foi uma boa época”. Caro Evil Gambit, acompanho esse site / blog desde aquela época antiga em que tinha emuladores e roms para download (além do “Como consigo a Gold Rock” hehehe)e sinceramente, essa foi uma das melhores matérias que você escreveu.

  4. Postado por Roberto Vasconcelos Eluan em 11/11/2013 19:18

    Tempos áureos que não voltam. Também fiz boas amizades nas locadoras, principalmente com os donos delas. Tudo bem que estou falando do Acre, mas o cenário tinha seu charme por aqui também. E Jonas, gugu iaiá foi foda. Hehehehe! xD

  5. Postado por Daniel Hoffmann em 17/11/2013 22:25

    Uma coisa que eu nunca entendi era pq as locadores alugavam de um dia para o outro TIRANDO final de semana que você podia alugar na sexta e devolver na segunda. Se eu pudesse alugar segunda e devolver quinta eu com certeza teria alugado muito mais jogos. Lembro de jogar phantasy star 4 e chegar na estação espacial e matar o dark force em um final de semana de muita jogatina, mas eu sempre perdia o save quando ia alugar novamente.

    Lembro que quando sobrava dinheiro agente alugava sonic 3 E o sonic & knuckles e fazia a macabrisse e plugar os dois jogos juntos no console:
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/e/ea/Sega_Genesis-_Sonic_%26_Knuckles_locked_on_to_Sonic3_flipped.jpg
    Isso era o suprassumo gamístico da época. Mega drive chutava bundas.

  6. Postado por Rodolfo em 18/11/2013 18:43

    Em São José dos Campos/SP uma ProGames sobreviveu ao tempo firme e forte na Avenida Dr. Adhemar de Barros, 1319. Ela funciona desde os anos 80 e hoje em dia aluga jogos da atual geração e alguns de gerações passadas!

  7. Postado por Fernando mondo em 22/11/2013 00:21

    A nostalgia é o que nos move, não tem jeito.
    Me lembro das locadoras aqui da grande porto alegre. A primeira que eu fui, era essas de vhs no fim dos anos 80, e aluguei x-men para atari, aquele pornô. Claro que não me deixaram jogar e quem se divertiu naquele fim de semana foram os adultos.
    Na época do nes (94 – 95) gastei muita grana da minha mãe alugando tartarugas ninjas e mega man.
    No snes eu jogava wild arms, e mortal kombat, mas sempre vinha um viciado tirar o controle da minha mão só para fazer o fatality.
    as locadoras daqui eram garagens e salas de algumas casas, no improviso mesmo. Muita tv de 14, polegadas. às de 20 eram disputadissimas.
    Flecha vídeo, sheelep games, babaus games, furacão games, hahaha. pro games eu só conhecia de revista, não sei se teve alguém que abriu alguma aqui no sul.
    Valeu evil, por fazer me trazer essas lembranças da memória. Excelente texto.
    Do celular…

  8. Postado por Rafa Malmsteen em 24/02/2016 01:49

    Eu quase chorei de emoção vendo esse vídeo bons tempos das locadoras saudades!!!

Deixe um comentário (construtivo)

Mexico