EVILGAMBIT´S LAIR

desde 1999

God of War Collection Volume II – por evilgambit

O Kratos que você conheceu no PSP remasterizado para o Playstation 3.

 

 

God of War – Chains of Olympus e Ghost of Sparta estão dentre os melhores jogos na destemível biblioteca do PSP e portá-los para o Playstation 3 é o caminho óbvio para se ganhar mais dinheiro.

 

A série consagrou-se como seu misto de violência, boa jogabilidade e bom uso da sempre certeira mitologia grega. Eu quis escrever essa resenha para avisar aos fãs que por ventura não jogaram os jogos do portátil da Sony: eles estão em pé de igualdade quando se trata de qualidade e importância para o enredo, que tem seu desfecho em God of War III.

 

Chains of Olympus se passa antes de God of War I e tem como pano de fundo uma treta com Perséfone, a esposa de Hades. O jogo reserva surpresas ao jogador pois apresenta um Kratos ainda fiel aos deuses mas que começa a ponderar até quando irá serví-los. Como jogo fica evidente que na época a plataforma portátil ainda não era 100% explorada, o visual é muito bom (na época era imbatível em se tratando de portátil) mas temos poucos inimigos na tela, o jogo explora puzzles e exploração dos cenários e a sensação que se tem é que os combates sangrentos são até colocado em segundo plano na maior parte do jogo.

 

Ghost of Sparta é uma evolução plena. Se utiliza de muitas melhorias apresentadas na jogabilidade de God of War III do PS3 e demonstra o verdadeiro poder do PSP com personagens mais polidos e com uma maior contagem de polígonos.

Conta mais inimigos simultâneos na tela, cenários grandiosos que o deixam em pé de igualdade a God of War II e momentos memoráveis contra criaturas gigantescas e destruição massiva, com aquele gostinho espartano a que estamos acostumados.

O jogo se passa entre o primeiro e o segundo jogo lançados para o PS2 e apresenta o misterioso irmão de Kratos, mencionado pela primeira vez em um vídeo bonus de God of War I. Em Ghost of Sparta ele é o tema principal do enredo.

 

Se você já se perguntou porque Kratos começa chutando o balde em God of War II, Ghost of Sparta deixa bem claro o motivo. Ambos os jogos funcionam muito bem como arremedo para a trama da série e conseguem amarrar algumas pontas soltas dos jogos anteriores.

 

 

Quem gosta de God of War ficará plenamente satisfeito com esta segunda coletânea para o PS3. São dois jogos relevantes à trama da série e a altura dos outros, em todos os quesitos:

- Jogabilidade muito boa, com doses cavalares de testosterona e violência.
- Musicas da série (aqui cabe um adendo: a trilha sonora foi remasterizada e com suporte 5.1, ficou soberba)
- Muitos extras para destravar (e muitos troféus, também)
- Muitas tetas e conteúdo típicamente heterossexual.

 

 

Além disso, vale ressaltar que no aspecto técnico a Ready at Dawn (que produziu os jogos originalmente para o PSP e ficou a cargo da conversão para o PS3) fez um excelente trabalho. Os jogos funcionam muito bem em 1080 linhas progressivas, com uma taxa de quadros estáveis a 60 frames por segundo e alguns efeitos refeitos para a coletânea em HD.

Diferente da coletânea anterior (com God of War I e II), desta vez os jogos estão nativamente em wide, sem cortes na imagem, e com as cutscenes rodando na mesma resolução da parte jogável. Na minha opinião Ghost of Sparta é o segundo God of War mais bonito no PS3, perdendo apenas para o terceiro jogo da série.

E quem tem um TV com suporte 3D ficará satisfeito em saber que o recurso é bem utilizado em ambos os jogos, de forma sutil mas que aumenta a sensação de profundidade e imersão durante o “button smash”.

 

God of War Collection Volume II pode ser encontrado em disco por um preço camarada como também podem ser baixados individualmente na PSN, seja como for é um excelente negócio. Não ignore-os por tratar-se de meras remasterizações do portátil da Sony para o PS3.

 

Neste caso tamanho não é documento.

 

God of War Collection Volume II – Ready at Dawn/Sony – Playstation 3 – Análise por evilgambit

 

 

6 comentários

6 Comentários

  1. Postado por Ninja em 22/02/2012 12:59

    Eu tive a oportunidade de jogar ainda no PSP, mas não cheguei a terminar nenhum dos dois.

    Agora quanto ao irmão do Kratos, só eu ou mais alguém achou meio tosco ele ser quase que uma cópia exata do careca?

  2. Postado por evilgambit em 22/02/2012 16:33

    Cópia exata?

    Procure um oftalmologista.

  3. Postado por Rockman em 23/02/2012 08:36

    …tenho que admitir, o remaster dos GoW portáteis é soberbo, em todos os quesitos. O GoS já era o meu GoW favorito (desculpe GoW3), depois da remasterização então, nem se fala. A história dos GoW portáteis sempre me foi superior, não pela importância relacionada à série, mas pelo fato de que elas sempre focam um lado do Kratos desconhecido até então para quem jogou os 2 primeiros jogos, sempre tendo um peso emocional muito maior do que todos esperariam de um GoW. A remasterização apenas fez jus à qualidade de ambos os jogos, que merecem estar de igual para igual com os lançamentos de consoles de mesa…

  4. Postado por takuma em 23/02/2012 18:32

    FILHA DA PUTA.
    Eu aqui, me segurando e comprando apenas jogos d 20 dólares do ps3 (e só n comprei essa coleção na amazon pq comprei outra coisa la em dezembro e até agora nada) mas agora me deu uma PUTA vontade d jogar isso ai.
    To vendo q vou gastar umas 40 pratas e comprar daqui a pouco mesmo.
    Maldito.

  5. Postado por Enzo em 25/02/2012 13:37

    Jogue Ghost of Sparta
    Chegue no Midas
    Cague tijolos gregos

  6. Postado por Luquinhas em 14/03/2012 18:40

    Compra certa

Deixe um comentário (construtivo)

Mexico